quinta-feira, 15 de setembro de 2016

14.09.2016 - MULHOUSE

Nos despedimos de Colmar e partimos para a pequena cidade de Thann. No caminho, o registro da Rota dos Vinhos da Alsácia.





Chegamos ao nosso destino e... bingo! havia feira. A principal rua da cidade estava fechada. A principal atração da cidade - a catedral - também estava fechada. Parece que todo o comércio fecha as portas e só permanecem em atividade os bares e restaurantes. A feira se estendia por mais de 500 (quinhentos) metros. O jeito, então, foi caminhar por entre as barracas e ver como as coisas aconteciam. Havia de tudo, principalmente roupas e calçados.


Chamou nossa atenção o fato de o acesso às barracas somente ser possível nas duas extremidades da rua principal, onde as pessoas eram convidadas a abrir bolsas aos seguranças. As demais ruas laterais estavam interditadas.


Também registramos a tenda de uma senhora que vendia pão. Este que aparece na foto, tem mais de um metro de comprimento e pesa sete (7) quilos.


Também havia um vendedor de perfume francês que anunciava seus produtos com discursos parecidos com aqueles do "homem da cobra". Convenhamos, ninguém poderia alegar a falsidade do produto francês, estando no próprio território.

Seguimos até a cidade de Belford, fora da Alsácia, no Departamento de Franche-Comté.




A principal atração da cidade é o Lyon de Belford, uma esplendida escultura encravada num paredão junto à Citattelle, obra de Auguste Bartholi, o mesmo da Estátua da Liberdade.


A escultura de onze(11) metros de altuta e vinte e dois de comprimento, lembra a implacável defesa de 16.000 cidadãos armados durante a guera de 1870-1871 que defenderam este pedaço de solo. Da cidade também se avista o Lyon de Belfort.


Mas preferimos encarar as escadarias e ir visitar a Citattelle, de onde se tem boa visão da cidade abaixo.



Ficamos sabendo que distante uns quinze (15) quilômetros estão localizadas fábricas da Peugeot, onde inclusive há um museu. Daí o símbolo daquela marca de carros ser um leão. Mas o calor continua muito forte e como as escadarias consumiram nossas forças, achamos por bem ir para o hotel para descansar.

Nossa próxima base é a cidade de Mulhouse onde chegamos sem problemas com o auxílio do GPS. Mas, como nas cercanias do hotel há muitas obras em andamento, o satélite não conseguiu nos orientar corretamente. Por fim chegamos.

Após um banho reparador, nos preparamos para jantar. O aparelho de TV não desligou! Mesmo retirando a chave que aciona o sistema elétrico a mesma se manteve ativa. E sequer conseguíamos trocar de canal ou baixar o volume. A recepcionista tentou e nada. Resultado: Trocamos de quarto e as coisas se ajeitaram.


Nenhum comentário:

Postar um comentário