quarta-feira, 6 de setembro de 2017

PT VERSUS PT

Charge do Paixão
PT versus PT: Pimentel denuncia ao Supremo “gestão eleitoreira” de Dilma
Willy Sandoval

Desta vez, é o PT que aparece enfrentando o próprio PT, com o governo petista de Fernando Pimentel denunciando de forma contundente a política da ex-presidente Dilma Rousseff para o setor de energia. O duro ataque à gestão de Dilma consta de recurso apresentado ao Supremo Tribunal Federal pelo governo de Minas Gerais, na tentativa de barrar o leilão federal de usinas termoelétricas operadas pela Cemig.

O leilão das usinas está programado pelo governo Michel Temer para o final deste mês. No recurso, a Advocacia-Geral do Estado (AGE) de Minas acusa o governo Dilma de ter sido eleitoreiro ao mudar as regras do sistema elétrico brasileiro por meio da Medida Provisória (MP) 579. “Puro engodo”, critica o governo mineiro, argumentando que, com essa MP, Dilma buscou reduzir o custo de energia no Brasil, mas acabou provocando uma desorganização do setor, com prejuízos aos consumidores e ao Tesouro Nacional.

MUY AMIGO – Pimentel, que sempre foi amigo íntimo de Dilma,foi um dos ministros mais próximos da ex-presidente durante o seu governo. Na petição, o governo mineiro, que é o acionista controlador da Cemig, pede ao ministro Dias Tofolli, relator do processo no STF, para ser assistente simples da companhia de energia no mandado de segurança para o direito da empresa ter prorrogada a concessão das usinas Jaguara, São Simão e Miranda.

“Utilizou-se a máscara de reorganizar o sistema elétrico brasileiro, mas seu intuito, na realidade, era simplesmente eleitoreiro. Diminuiu o custo da energia elétrica, no primeiro momento (pré-eleitoral), e posteriormente se mostrou impróprio e ineficaz, tendo a energia aumentado o seu valor bem superior ao que havia reduzido”, argumenta o governo mineiro. “Onde o interesse público relevante se fez presente?”, questiona, para depois acrescentar que, ao contrário, o sistema elétrico “restou piorado”.

Carlos Chagas dizia que na política, há ocasiões em que “vaca já não reconhece o próprio bezerro”. Mas nesse caso da Cemig, é “o bezerro que não reconhece mais a sua vaca”.

Fonte: Tribuna da Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário