sábado, 28 de outubro de 2017

QUEM É O DONO DOS 51 MILHÕES?


Quem é o dono, ou quais são os donos, dos 51 milhões de reais no apartamento?
Pedro do Coutto

A pergunta era indispensável nos debates da Câmara Federal em torno da liberação do pedido para que o presidente Michel Temer fosse julgado pelo Supremo Tribunal Federal. Não houve intensidade na indagação e muito menos surgimento de uma resposta lógica sobre a descoberta do tesouro de Salvador e tampouco a respeito de quem é o dono ou quais os donos da fortuna fixada pelas lentes dos jornais e das emissoras de televisão. Entretanto a verdade a cerca da existência de tão elevada quantia destrói o argumento falso de que faltaram provas para configurar a corrupção denunciada e objeto da votação.

Aqueles que sustentaram que a corrupção é uma peça fictícia evidentemente tiveram que romper com suas próprias consciências em face de tão forte evidência, incluída no longo panorama crítico que envolve o Brasil. A pergunta simplesmente até o momento encontra-se à espera de uma resposta.

ESTRANHEZA – Um caso profundamente singular, o de que os milhões de reais não possuem dono, estando seus proprietários perplexos com o montante do tesouro descoberto num apartamento da capital baiana, por coincidência, cedido por um amigo dos irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima para armazenar objetos pessoais.

Tudo leva a crer que o ex-ministro do governo Michel Temer, hoje prisioneiro à disposição da Justiça seja, um dos proprietários. Suas impressões digitais foram encontradas no estoque montado por pagamentos de fontes diversas, mas que culminavam convergindo para um só endereço. O endereço logicamente seria outro que não o do edifício no bairro nobre da capital da Baia. Da mesma forma, outra pergunta: “Qual seria o endereço da mala transportada na corrida de Rocha Loures numa noite paulista?

As indagações persistem. É de se supor inclusive que a Polícia Federal possa publicar – no Globo, na Folha de São Paulo e no Estado de São Paulo – um anúncio avisando que o proprietário ou proprietários da importância se apresentem em busca do que lhes pertencem.

Fonte: Tribuna da Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário