domingo, 24 de janeiro de 2021

AZEITE DA ESPANHA

AZEITE DA ESPANHA

Turistando pelo interior da Espanha alguém do nosso grupo sugeriu uma visita a um moinho de azeite onde seria possível conhecer o processo produtivo,  etc... e tal. 

A sugestão acabou sendo aceita e durante a visita ficamos sabendo que era possível comprar razoáveis quantidades de azeite extra virgem. Todos se empolgaram e foram às compras, inclusive eu. Ali mesmo o precioso líquido era depositado em galões de cinco (5) litros. Para evitar vazamentos, o gargalo era lacrado com fita crepe. E assim, aquele verdadeiro contrabando de azeite foi depositado no compartimento de bagagens do nosso ônibus e não nos causou qualquer transtorno até o final da viagem em Santiago de Compostela.

No aeroporto, cada um dos exaustos e felizes turistas carregou suas tralhas e cada um a seu tempo dirigiu-se aos balcões para o respectivo check in. Todos passaram sem quaisquer problemas, menos eu.

Deu-se um impasse. A funcionária que nos atendia mostrava-se intransigente. Era proibido o despacho de tais mercadorias. Deveríamos despachá-las como carga em vôo diverso do nosso. Eu não poderia entregar os meus companheiros de viagem mas também não queria deixar a mercadoria para trás.

A nossa guia, vendo a nossa dificuldade, nos socorreu providencialmente. Orientou-nos a completar o check in apenas com as nossas malas. A seguir, deslocou o carrinho com o azeite para um outro guichê. Apanhou os cartões de embarque de um membro do nosso grupo que viajava sozinho e não comprara nada e falou para a funcionária que o mesmo havia esquecido de despachar aquela parte da sua bagagem. O azeite foi despachado sem problemas.

Problema mesmo só veio a se revelar quando retiramos nossa bagagem em Florianópolis. Um dos galões, dos meus por sinal, não aguentou a pressão e cedeu um pouco na vedação feita ainda na Espanha e vazou. Pouca coisa, é bem verdade, mas o suficiente para dali para frente não mais pagar mico algum por compras exageradas no exterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário